Foto: mindandi/Freepik

A atividade econômica brasileira retraiu pelo segundo mês seguido em setembro. Segundo as informações cedidas pelo Banco Central (BC) nesta terça-feira, o Índice de Atividade Econômica do Brasil (IBC-Br) encolheu 0,27% em setembro, em relação a agosto, na série livre de influências sazonais.

Na passagem de agosto para setembro, o índice de atividade passou de 138,93 para 138,56 pontos na série dessazonalizada. Tornando-se o menor patamar desde o mês dezembro do último ano, quando atingiu 138,27 pontos.

Mesmo com a última queda, o IBC-Br ficou ligeiramente melhor que a do que as estimativas de analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, que variaram entre uma retração de 0,80% e um aumento de 0,20%. A mediana das expectativas foi de retração de 0,30% no período.

Frente a setembro de 2020, houve aumento de 1,52% na série sem ajustes sazonais. Esta série registrou 139,21 pontos em setembro, sendo a melhor marca para o mês desde 2014, quando alcançou 148,12 pontos.

Apesar do resultado positivo, a expectativa do mercado para a comparação anual não foi atingida. Em comparação ao mesmo mês em 2020, os analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast esperavam aumento entre 0,40% e 2,90% com mediana de 1,80%.

Contato: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *