Foto: rafapress/Freepik

Nesse início de 2022, o mercado diminuiu pela terceira vez consecutiva a projeção de crescimento da economia, informa a pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central hoje (10).

Cerca de 100 economistas consultados mantiveram a ideia de um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,5% no ano passado, mas diminuíram a projeção de expansão em 2022 a apenas 0,28% na mediana das projeções, ante taxa de 0,36% imaginada anteriormente.

O boletim apontou que a taxa básica de juros Selic passou a ser calculada agora em 11,75% para o final deste ano, ante 11,5% antes. Para 2023, a conta permanece 8%.

Os especialistas começaram a apontar que o IPCA finalizou 2021 a 9,99%, de 10,01% no último levantamento. O IBGE divulgará amanhã o levantamento do último mês do ano e do acumulado do ano passado. Mesmo sendo a quinta queda seguida na estimativa de 2021, ela continua muito superior à meta oficial, que é de 3,75% com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Em 2022, a elevação do IPCA seguiu em 5,03%, mas, para 2023, encolheu para 3,36%, dos 3,41% previstos anteriormente. O centro do objetivo é de 3,5% e, para o ano de 2023, de 3,25%, sempre com margem de 1,5 ponto.

A expectativa para o câmbio permaneceu em R$ 5,60, de R$ 5,55 há um mês atrás. Para 2023, saltou de R$ 5,40 para R$ 5,45.

Contato: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *